Gizmodo



google

Se você viu um monte de pessoas compartilhando fotos delas acompanhadas de imagens de obras de arte que se parecem com elas, saiba que a culpa é das habilidades de reconhecimento facial do Google e da sua gigante base de dados. A empresa recentemente adicionou um novo recurso em seu aplicativo Art & Culture, que permite aos usuários tirarem uma foto e instantaneamente ter acesso a uma lista de retratos que se parecem com eles. Infelizmente, por ora, a funcionalidade não está disponível no Brasil, apenas em localidades selecionadas, como os Estados Unidos.

Google Art Project agora tem a arte das ruas de São Paulo
23 localizações sensacionais do Google Street View que não são ruas

Se você não sabe como funciona, o processo é simples: baixe o app, vá até a opção “Is your portrait in a museum?” (o seu retrato está em um museu?), tire uma foto de seu rosto, e o Google vai achar qual obra de arte mais se parece com você.

Enquanto a interface é super simples, por trás tem todo um sofisticado sistema de reconhecimento facial que mapeia as características do rosto do usuário, o que também inclui a necessidade de editar as fotos e reorientá-las para que proporcionem uma visão clara. O Google, então, compara estes “mapas” com outros parecidos em sua base de dados de 70 mil obras de arte presente no Google Art Project.

De modo geral, Google Art and Culture é muito bom em exibir obras de arte que se parecem os usuários — mesmo quando eles tentam enganar o sistema com maquiagens ou chapéus. Aqui vão alguns exemplos postados no Twitter:

Alguns resultados são inesperados, ainda que sejam, digamos, bem precisos? Abaixo alguns exemplos de usuários que provavelmente não tiveram os resultados que eles imaginavam:

Os resultados podem variar. Sempre mostrava que eu parecia com um retrato do político Anton Francesco degli Albizzi (1486-1537), feito em 1525 por Sebastiano del Piombo, que o museu de Belas Artes de Houston descreve como “arrogante, incansável e que foi decapitado por traição por Cosimo I de Medici, um grão-duque da Toscana”. Eu não acho que me pareço com este cara, mas pelo menos a descrição parece fazer algum sentido.

O app Arts and Culture está disponível na Play Store e na App Store — apenas lembrando que, por ora, a funcionalidade não está funcionando no Brasil. Entramos em contato com a empresa para saber se existe alguma previsão para o recurso estrear localmente, e quando tivermos uma resposta, atualizaremos o post.

O Google diz que não armazena as fotos tiradas pelo usuários, e que elas só são usadas para este processamento para comparação de imagens. De qualquer jeito, vale lembrar que ao usar o app, você está consentindo que está contribuindo para o sistema de reconhecimento facial da empresa.




VOLTAR AO TOPO