Gizmodo



Coreia do Norte

No caso de você ter tido problemas para dormir recentemente devido às ameaças envolvendo “botões nucleares” feitas por Kin Jong Un e Donald Trump, saiba que o ditador norte-coreano disse coisas positivas em sua mensagem de Ano Novo. Kim afirmou que espera uma “resolução pacífica” para o conflito com a Coreia do Sul, que dura mais de 50 anos, e que as conversas devem começar “o quanto antes”. O líder também ordenou a reabertura de uma linha telefônica direta com o lado sul. A primeira ligação entre as nações aconteceu nesta quarta-feira (3).

A internet da Coreia do Norte tem apenas 28 sites
Coreia do Norte diz que inventou bebida alcoólica que não dá ressaca

Ainda não há muitos motivos para se empolgar, pois as ações de Kim podem ser um truque, e tudo isso parece ser apenas uma estratégia para melhorar as relações entre Pyongyang e Seul, pois a Coreia do Sul vai ser a sede dos jogos olímpicos de inverno.

Os Estados Unidos se mostraram mais céticos com as afirmações do ditador norte-coreano. Em sua análise, o The New York Times disse que o “ramo de oliveira oferecido por Kim era apenas uma nova forma de iniciar conversas diretas com a Coreia do Sul na esperança de prejudicar a aliança de mais de 70 anos do país com os Estados Unidos.”

Como é este telefone?

E esses telefones que voltaram a funcionar? Esta linha direta entre as Coreias do Sul e do Norte fica entre dois prédios na vila fronteiriça de Panmunjom, localizada na zona desmilitarizada. O telefone da parte do Sul fica a menos de 100 metros da parte Norte, e a linha estava desativada desde 2006, quando Seul desativou o complexo industrial Kaesong em retaliação a testes nucleares feitos por Pyongyang. O local empregava norte-coreanos e sul-coreanos.

Os telefones de outra perspectiva. Se liga no Widows XP do computador. Crédito: AP

A Coreia do Norte parou de responder às chamadas da Coreia do Sul, ainda que o Sul ligasse duas vezes por dia para o Norte por quase dois anos.

Os telefones em si não parecem super sofisticados. Como não sabemos direito o hardware envolvido das instalações do Norte, só podemos falar baseado nas muitas imagens do terminal do Sul. Parece uma máquina gigante caça-níquel com uma tela de computador no meio que parece estar rodando o Windows XP. Há dois fones: um verde para o Sul fazer chamadas para o Norte e um vermelho para receber chamadas do Norte. Há também um relógio verde com a hora de Seul e um vermelho com a hora de Pyongyang, que está 30 minutos atrás.

Há ainda três portas USB em ambos os lados da tela, assim como dois drivers de DVD, que podem ser usados para instalar algum tipo de software. Finalmente, há dois módulos cinzas próximos aos dispositivos com botões vermelho e verde abaixo deles. Ah, e tem também uma máquina de fax à esquerda do terminal.

Este sistema antiquado é agora o canal oficial de comunicação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul. O silêncio cessou às 3:30 GMT desta quarta-feira (3), quando os dois lados falaram por 20 minutos para testar a linha e se assegurarem que tudo está funcionando corretamente. Quando essas chamadas eram mais comuns, elas aconteciam duas vezes por dia: uma às 9h e outra às 16h. Um funcionário sul-coreano disse à agência de notícias Yonhap em 2008 que as conversas com duração de 5 minutos tratavam apenas de negócios. “Todas as chamadas eram oficiais. Nós não fazíamos nenhum tipo de piada”, disse Kim Yeon-cheoi.

Enquanto a natureza dessas conversas continuam obscuras, líderes de ambos os lados parecem encorajados com o progresso na comunicação entre os países. Yoo Young-chan, um porta-voz do presidente sul-coreano Moon Jae-in, disse à imprensa que a reabertura da comunicação direta entre as nações “é altamente significante”, enquanto Ri Son-kwon, um alto funcionário da Coreia do Norte, disse na TV que o regime de Kim “se conectará com o Sul com uma atitude diligente e sincera.” Ri também disse que espera que as olimpíadas de inverno, que serão realizadas em Pyeongchang, sejam um sucesso.

Mas ainda há a chance de que a jogada do Kim para tentar restabelecer contato com a Coreia do Sul seja apenas uma distração. Uma leitura mais pessimista sobre o assunto deve ser considerada, pois no mesmo discurso em que falou de reaproximação, Kim disse que todo o território dos Estados Unidos está sob alcance das armas nucleares do país, e que há um botão nuclear sempre em minha mesa”. Então, obviamente, o presidente Trump tuitou o seguinte:

“O líder norte-coreano Kim Jong Un acabou de dizer que o “botão nuclear sempre está sobre sua mesa”. Alguém que pertença a esse regime decrépito e causador de fome, por favor, avise a ele que eu também tenho um botão nuclear, mas que é muito maior e muito mais poderoso que o dele, e o meu botão funciona!”

Então, tem um monte de coisas acontecendo ao mesmo tempo. Parece uma boa notícia o fato de a linha que liga a Coreia do Sul e a Coreia do Norte voltar a funcionar. Se isso vai nos levar a uma guerra nuclear, temos de esperar para ver.

Foto do topo por Getty Images




VOLTAR AO TOPO