Gizmodo



Netflix

A editora de quadrinhos Millarworld foi comprada pela Netflix nesta segunda (7).  Detalhes e valores da negociação não foram divulgados, mas agora a plataforma de streaming detêm os direitos para produzir séries e filmes baseados nas publicações da editora. Essa é a primeira aquisição da Netflix desde sua fundação, em 1997.

De acordo com a Netflix, a compra da Millarworld é parte dos esforços da companhia em “adquirir propriedades intelectuais e histórias com personagens envolventes”. A plataforma de streaming diz também que trabalhará em conjunto com a editora para adaptar franquias já existentes, além de desenvolver produções originais. A Millarworld continuará a existir, criando e publicando novas produções.

“Estamos ansiosos para criar novos Originais Netflix de diversas franquias já existentes, além de novas histórias de super-heróis, anti-heróis, fantasia, ficção científica e horror que Mark e seu time irão criar e publicar”, diz Ted Sarandos, CEO da Netflix.

Criada em 2004 pelo autor de histórias em quadrinhos Mark Millar, a Millarworld já teve algumas de suas obras transportadas para o cinema, como “O Procurado”, com Angelina Jolie, e “Kick-Ass” e “Kingsman: Serviço Secreto”.

Millar foi autor da Marvel por oito anos. Neste período criou o quadrinho “Guerra Civil”, que deu origem ao filme, e “Logan”, que estreou nos cinemas este ano. Ele  também é autor do arco que inspirou Os Vingadores. “A Netflix é o futuro e a Millarworld não poderia ter uma casa melhor”, diz.

[The VergeNetflix]




VOLTAR AO TOPO