Gizmodo



CES 2018

Esta pilha consegue ser carregada pelo ar

Por:

11 de Janeiro de 2018 às 15:21

COMPARTILHE 260 0

Eu faço a cobertura da CES há 10 anos e nada nesse evento me deixou tão animado com o futuro quanto a tecnologia de carregamento sem fio da Ossia. A empresa desenvolveu uma maneira de oferecer energia para os seus dispositivos da mesma maneira que a internet é entregue pelo Wi-Fi. Uma das primeiras aplicações reais da tecnologia é esta pilha AA que talvez não precise ser substituída uma vez sequer.

• A Samsung colocou um alto-falante da AKG em uma geladeira, porque sim
• Esta máquina de dobrar roupa é tão cara que eu prefiro fazer a tarefa manualmente

Tivemos uma demonstração da tecnologia de energia sem fio da Ossia na CES 2016, quando um iPhone, colocado em uma capinha especial, era recarregado sem a utilização de nenhum cabo graças a um transmissor de energia sem fio que se parecia com uma lixeira azul brilhosa (abaixo).

Simplificando essa tecnologia de carregamento através do ar: se trata de um transmissor que emite um sinal direto e concentrado de radiofrequência em direção a um determinado dispositivo em um cômodo. Esse sinal é absorvido por antenas de radiofrequência dentro do dispositivo e transformado em energia.

Se um dispositivo não possui uma antena de radiofrequência Cota – nenhum gadget do mercado possui uma atualmente – é preciso que seja colocado uma capinha que o torne compatível com a energia sem fio.

Infelizmente, se levarmos em consideração que demorou muito para que uma empresa como a Apple abraçasse e incluísse o carregamento via indução em seus iPhones, dá para dizer que vai demorar um bom tempo até que a tecnologia de energia sem fio da Ossia seja incorporada pelas fabricantes, nos livrando totalmente de cabos.

Mas é aqui que a Cota Forever Battery entra em cena. Com o mesmo tamanho, formato e saída de energia de uma pilha AA, o produto pode ser inserido em um dispositivo que funciona a pilha para torná-lo instantaneamente compatível com os transmissores de energia Cota. Imagine não precisar nunca mais trocar as pilhas do seu controle remoto, nem precisar ficar conectando um cabo em dispositivos de internet das coisas que estão começando a aparecer em nossas casas.

Colocar a tecnologia Cota em uma pilha AA, que é algo familiar até para os avós dos seus avós, é uma maneira esperta para melhorar a adoção do produto como um todo. A realidade infeliz é que ainda vão demorar alguns anos para que possamos atualizar todos os nossos dispositivos com energia sem fio.

Desde a CES 2016, os transmissores Cota vêm diminuindo de tamanho a ponto de chegar num painel que pode ser escondido no teto ou na parede. No entanto, a Ossia ainda não os vende para os consumidores.

Os primeiros a adotar essa tecnologia provavelmente serão aqueles que possuem aplicações comerciais em mente, como lojas e fábricas. E as fabricantes de aparelhos eletrônicos não começarão nem considerar a incorporação da tecnologia de energia sem fio até que os transmissores se tornem mais populares e universais. A Cota Forever Battery irá, sem dúvidas, ajudar a dar o pontapé inicial da energia sem fio, mas há um longo caminho pela frente.

O futuro precisa se apressar e chegar aqui logo.




VOLTAR AO TOPO