Gizmodo



drogas

A venda de drogas pela internet ganhou bastante destaque graças ao mercado Silk Road, mas a arte de comprar ou vender substâncias ilegais através do computador vem de muito tempo atrás. Você sabia que a primeira transação feita pela internet envolveu drogas?

Em seu livro The Dark Net, o autor Jamie Bartlett reconta como foi essa história:

Em 1972, muito antes do eBay ou da Amazon, estudantes da Universidade de Stanford (na Califórnia) e do MIT (em Massachusetts) realizaram a primeira transação online da história. Usando a conta da Arpanet em seu laboratório de inteligência artificial, os estudantes de Stanford venderam a seus colegas uma pequena quantidade de marijuana.

A origem ilícita do e-commerce não é um segredo – John Markoff escreveu sobre isso em seu livro de 2005 How the Sixties Counterculture Shaped the Personal Computer Industry (Como a contracultura dos anos 60 moldaram a indústria dos computadores pessoais, em tradução livre). Mas essa história ficou presa na minha cabeça desde que li The Dark Net enquanto Ross Ulbricht era condenado à prisão perpétua pelos seus crimes ao operar o Silk Road.

Vender uma pequena quantidade de maconha para colegas não é a mesma coisa que operar um serviço de distribuição de drogas em grande escala, mas as pessoas se interessam há muito tempo pela ideia de usar computadores para vender e comprar coisas ilegais. Isso deixa mais claro que a venda de drogas não será eliminada da internet antes que o comportamento humano mude. O Silk Road é uma extensão do tipo de pensamento cyberpunk de contracultura que colaborou para o crescimento da internet.

A regra 34 da internet diz que se uma coisa existe, há uma versão pornográfica dela. Eu adicionaria outra regra: se você pode enviar dinheiro pela internet, encontrará alguém que aceita trocar essa grana por drogas.

Foto por Yuri Samoilov/Flickr




VOLTAR AO TOPO