Gizmodo



notebook

[Review] Nove dias com um laptop absurdo de US$ 9 mil

Por:

25 de maio de 2017 às 10:39

COMPARTILHE 94 0

Pode existir dentro de você um desejo que queima a alma para ter um Acer Predator 21 X, mas você nunca vai comprar esse laptop. Ele não é para você, porque se você quiser esse laptop, provavelmente não consegue pagá-lo. E se você tem dinheiro o suficiente, você provavelmente não é velho o bastante para não querer gastar US$ 9 mil em um laptop que pesa tanto quanto uma criança.

• Samsung anuncia chegada de seu notebook gamer Odyssey ao Brasil
• É claro que este laptop com tela curva da Acer tem um preço absurdo

Mas se você está lendo o Gizmodo você é um fã de tecnologia o bastante para ao menos entender o laptop de US$ 9 mil. Para isso, eu passei nove dias trabalhando exclusivamente com esse louvor ao excesso, feito pela Acer.

Dia 1: A chegada

predator_limitedEsse é um de apenas 300. “Por que tem um dragão nele”, alguém pergunta. “Por que não teria um dragão?”

O gerente do nosso escritório olhou com suspeita para mim e para a caixa, que é do tamanho de três crianças de dez anos espremidas.

“É um laptop”, eu expliquei.

Embora o gerente do escritório não tenha acreditado, outros ficaram maravilhados. “Eu quero sentar na caixa”, um colega gritou enquanto tirava fotos.

Seguindo as instruções inclusas, eu consegui abrir a gigante caixa de papelão, assim como o quase indestrutível embrulho Pelican que estava dentro. Desejando nada além de jogar uns games, eu coloquei o Predator 21 X nos meus joelhos como seu faria com um MacBook. Felizmente, eu costumava andar muito de bicicleta, então eu tenho coxas fortes que não choram com o peso de um computador de oito quilos e meio, facilmente quatro vezes a mais que a média para um laptop.

Quando eu falei o preço para quem vinha espiar, eles pareciam ficar sem ar. Por que uma máquina US$ 9 mil existe? Eu não tinha uma boa resposta.

Então eu tirei o trackpad do lugar e mostrei às pessoas que ele pode ser girado para virar um teclado de números. Todo mundo concordou que isso era legal.

predator

O truque rendeu o primeiro “uau” ao computador que não estivesse relacionado a tamanho ou preço.

Depois de uma hora e dez minutos de uso, o computador morreu. Já passavam das 17h então eu não quis encontrar tomadas para as duas (duas!) fontes de energia necessárias para o computador, então eu deixei ele na mesa de um colega de trabalho e fui para casa.

Dia 2: Configuração

predator_eyetrackingRastreadores oculares Tobii são sempre grandes, mas em um computador desse tamanho ele desaparece.

Quando eu cheguei ao escritório, eu finalmente encontrei tomadas para usar as duas fontes de 330 watts do 21 X e comecei a usar o laptop de verdade. Ele vem com Tobii Eyetracking, mas ele não parecia estar funcionando. Os drivers de gráficos Nvidia estavam desatualizados também.

O Nvidia GeForce infelizmente desinstalou seus drivers, e o computador ficou parado durante vinte minutos. Eu desinstalei tudo com o nome Nvidia. Reinstalei. Inexplicavelmente o rastreador ocular começou a funcionar na terceira vez que reiniciei.

Depois de três horas vasculhando drivers e configurações, eu consegui rodar Rise of the Tomb Raider. Meus colegas se juntaram ao redor do computador para dar conselhos sobre como andar em linha reta. Faça uma coisa, lembra quando tinha só um controle do Mega Drive em uma festa em casa? Esse momento foi como isso, só que mais pesado.

Ainda assim tinha uma colega que não ligava. Foi ela quem me disse para deixar o computador mudo mais cedo quando já estava cansada das notificações do Windows explodindo dos quatro alto falantes e dois subwoofers do computador.

predator_subwooferCaso você não soubesse que tinha um subwoofer ou dois.

Agora ela estava irritada porque o dia de trabalho tinha terminado e as pessoas estavam olhando para um laptop. “Vamos tomar cerveja” ela gritou.

A horda concordou. Eu salvei meu jogo e fechei o laptop. A bateria ainda não estava completamente carregada.

Dia 3: Indo para o centro, parte 1

predator_boxA mala do laptop

“Você vai levar esse negócio para o trem”. Não foi uma sugestão. Meu chefe e eu concordamos que você não pode falar sobre um laptop sem testar sua mobilidade, o quão fácil é guardar e mover ele por aí.

No caso do Acer 21 X, é complicado. Graças à suave curvatura da tela, a tampa não fica reta, então o laptop de oito quilos simplesmente não pode ser colocado em uma mochila. O monitor de 21 polegadas pode quebrar. Então eu coloquei ele de volta no case Pelican e fui para casa uma hora e meia mais cedo.

Ninguém me questionou.

Uma mulher me ofereceu ajuda para carregar ele um segundo lance de escadas até o trem, mas eu recusei. “Eu preciso fazer isso sozinha”, eu disse.

predator_vs-macbook0Com um Mac Book Air, como comparação

No trem, todo mundo ficou me olhando como se eu fosse uma babaca com bagagem grande em um trem na hora do rush. Era só 16h45 de uma quinta-feira, mas o trem ficou mais cheio conforme chegavamos mais perto do Brooklyn. Quando eu cheguei na minha estação, tive que me forçar até a porta e rezar para as rodas da caixa não atropelarem o pé de alguém. Eu sou delicada de mais para passageiros de trem gritarem comigo.

Saindo do trem, eu subi um lance de escadas, uma fila de passageiros irritados se formou atrás de mim. Um homem sem falar nada estendeu uma mão e me ajudou a subir o segundo lance.

Nova York é mais simpática do que parece.

predator-vs-macbookO MacBook Air parece um brinquedo pousado em cima do 21 X

São 600 metros da estação de trem até a minha casa. As calçadas não são tão lisas e limpas. Elas são quebradas com concreto saindo do chão. No dia que eu levei o Predator para casa, tinha acabado de chover, e embora as ruas estivessem secas, poças imundas estavam no caminho dos pedestres a cada esquina. Eu levantei a mala e escapei das poças até minha casa. O peso máximo que o case Pelican aguenta é 30 quilos, e entre o case, a fonte de energia e um laptop de oito quilos parecia que era isso mesmo que eu estava arrastando.

O cachorro e o gato ficaram assustados com a monstruosidade que ficou vivendo na nossa sala. Aquela noite que a minha colega de casa chegou e não conseguia tirar os olhos do computador no meu colo. “Ele é tipo… do exército?” ela perguntou. Sua voz estava baixa, mal deu pra ouvir com o som da máquina.

Não. Não é do exército.

Dia 4: Eu não consigo sentir meus dedos do pé

predator_powerLigando

A jornada para casa claramente me afetou. Como o melhor amigo de um romance do século XIX, eu fui acossada por uma tosse e coriza e uma fraqueza de origem indeterminada.

A minha única salvação foi o laptop. Eu achei um lugar para suas duas tomadas, coloquei ele no meu colo e baixei Mass Effect: Andromeda. A máquina não gostou da internet da minha casa e levei uma hora, três tentativas para consertar a internet e uma reiniciação para baixar o jogo. US$ 9 mil compra muitos laptops, mas não pode resolver um problema fundamental de laptops com problemas de internet e drivers ultrapassados.

O laptop ficou na minha coxa e acabou com todas as sensações abaixo dos meus joelhos.
“Não consigo sentir meus dedos do pé”, eu mandei mensagem para um amigo às 3h30 da manhã.

predator_card

Jogar alguma coisa no teclado e usando o trackpad do 21 X foi um estudo de dolorosa frustração. Eu não conseguia ficar confortável. As teclas mecânicas Cherry Brown são legais, e o trackpad não me deu nenhum problema, mas o espaçamento entre o teclado e o trackpad parecia errado, especialmente quando o computador estava no meu colo.

Eu finalmente desisti e encontrei meu controle de Xbox One.

Jogar imediatamente ficou mais agradável.

Dia 5: Esqueça tudo, tudo dói

predator-mass-effect

Eu joguei Mass Effect mais do que eu gostaria de admitir, e pelo menos a performance do computador é realmente incrível. A placa de vídeo dupla Nvidia GTX 1080 e os SSDs duplos de 512GB em uma configuração RAID 0, além dos 64GB de RAM e o processador Kaby Lake i7, significa que é facilmente o laptop mais rápido do planeta. Ele não teve nenhum problema em me dar 120 frames por segundo na tela de 2560 x 1080 de 21 polegadas. E com duas placas Nvidia GTX 1080 seria impossível um jogo travar.

Isso se o computador estivesse na tomada. Depois de uma breve pausa para ir ao banheiro eu sentei de novo, coloquei o computador no meu colo e fiquei assustado ao notar que o jogo tinha começado a rodar muito lentamente. Eu saí. Reiniciei. Comecei a jogar de novo. Ainda estava lento. Então eu percebi que a tomada tinha desconectado e eu estava rodando na bateria. Eu pluguei de novo e o equilíbrio foi restaurado.

predator_fonteAs fontes de energia. Você poderia lançá-las sobre a cabeça com o fio e provavelmente matar uma pessoa

Até que o meu controle começar a desconectar aleatoriamente depois de alguns minutos. Como se o computador soubesse que eu estava jogando Mass Effect por 12 horas e estava indicando que eu precisava parar. Eu fiquei irritado e desliguei pela noite.

Dia 6: Tá quente aqui

predator_traseiraO logo acende quando o computador está ligado. Maneiro

Estava mais de 26 graus lá fora. O calor não me incomodou, até eu colocar o computador no colo. Então eu lembrei de verões no Texas, minha afilhada no meu colo…

O laptop é como um bebê que eu posso colocar em uma caixa ao final do dia.

O desconforto ficou muito irritante para eu ignorá-lo. Eu tentei colocar ele na minha mesa de telefone, mas ele era muito grande e pesado.

predator_espessuraEsse vão

Depois desisti e comecei a jogar Mass Effect no meu computador normal. Eu imediatamente perdi o campo de visão estendido que o 21 X me fornecia. A proporção 21:9 é realmente excepcional para jogar, mesmo em telas menores do que a do 21 X. Ir para a minha televisão de 50 polegadas 4K deveria significar que eu ia achar que tudo estava maior, mas embora os objetos sejam maiores, a proporção 16:9 parecia claustrofóbica.

Ainda assim eu continuei a jogar, porque eu não senti falta do calor, ou dos erros no controle, ou o peso inteiro do capitalismo nas minhas coxas.

Dia 7: Um dia de descanso

predator_iphone
Eu sentei no sofá e trabalhei duro no meu emprego, usei o 21 X como um suporte para o meu celular.

Foi melhor assim.

Dia 8: Indo para o centro, parte 2

predator_cachorro
Meu cachorro tem medo de malas feitas. Eu sempre lembro disso, o distraindo com guloseimas sempre que eu preciso fazer as malas para viajar. Conforme eu desmontei as fontes do X 21 e cuidadosamente coloquei no case, eu olhei para cima.
O cachorro achou que eu estava indo embora para sempre.

Mas eu não estava. Ao invés, eu peguei um Lyft para o escritório e um elevador para cima. “Isso é um laptop?” uma colega riu.

“Sim”, eu disse.

Dia 9: Adeus velho amigo

predator_lap
Eu tirei as fotos à tarde. O laptop parecia mais pesado do que o normal, seus ventiladores e pequenos barulhos eletrônicos cobriram o silêncio da sala de redação.

O 21 X não é uma máquina para o silêncio. Não é uma máquina feita para ser ignorada. Ela chama a atenção e recebe comentários, e faz os braços trabalharem quando se precisa movê-lo.

Quando eu fui embora aquela noite, o abandonando, não senti remorso. Eu tinha conseguido o que precisava fazer. Eu tinha escrito sobre esse laptop de US$ 9 mil, o experimentei, para que você, e o seu cartão de crédito, não precisem.

Até agora, bem depois dele ter sido guardado, eu fico com dificuldade de entender para quem ele é. Pode ser para pessoas que gastam US$ 100 mil em um carro ou US$ 5 mil em um telefone. No entanto, esse objeto de luxo é feito com plástico comum. É uma criatura bizarra que não pode apetecer esteticamente ao um por cento, mesmo se só eles possam pagar por ele.

Então talvez ele seja para gamers. Os membros obsessivos da comunidade de gamers de PC que se preocupam com especificações da mesma forma que a maioria de nós se preocupa com preços. É feito de poder e luzes brilhantes e atrairia um gamer. Mas ele não pode receber upgrades. Em quatro anos, ele com certeza estará obsoleto, sua potência igual à dos celulares do futuro ou aos headsets de realidade virtual. Sendo assim, seria uma péssima compra até para um gamer.

Eu acho que é só para você, a pessoa que lê esse review e ainda está pegando a carteira, pronto para comprar uma curiosidade de US$ 9 mil tomando todo o espaço de sua mesa. É uma curiosidade e tanto.

Todas as fotos: Alex Cranz/Gizmodo




VOLTAR AO TOPO