Gizmodo



IFA 2017

Sharp ostenta primeira TV 8K do mundo na IFA 2017

Por:

1 de setembro de 2017 às 19:55

COMPARTILHE 249 0

Cinco anos atrás as fabricantes estavam levando TVs gigantes com resolução 4K à IFA. Neste ano, a Sharp resolveu ostentar seus painéis 8K e anunciou o lançamento do primeiro televisor do mundo com essa tecnologia que estará disponível para o público consumidor. O modelo Aquos 8K de 70″ foi lançado hoje (1) em Berlim, Shangai, Taiwan e Tóquio e estará disponível na Ásia e na Europa.

É engraçado que a própria Sharp diz que seu produto proporciona “realidade total, com detalhes que nem mesmo o olho nu consegue capturar“. Ou seja, a resolução é tão alta que você não vai nem perceber direito. Péssimo jeito de tentar vender um produto com nova tecnologia. Esse é o tipo de resolução que, para uma TV, que se vê de longe, os pixels não são visíveis.

Este outro modelo, com 85″, também foi demonstrado na feira

Fora que a quantidade de conteúdo 8K é ínfima, não conseguimos nem consumir tantas coisas em 4K ainda. Isso não quer dizer que não existe nenhum conteúdo em 8K: a emissora japonesa NHK é a primeira empresa a realizar a transmissão nessa resolução por meio de satélites convencionais.

Pelo que dá para ver na demonstração realizada na feira, o 8K realmente impressiona. Os vídeos exibidos na tela iam desde flores desabrochando em slow motion, até cenas de natureza e momentos de contemplação, tudo com cores incríveis e detalhes bem definidos. A pegadinha é que a marca não colocou nenhuma TV 4K ao lado para fazer uma espécie de comparação direta, com as mesmas cenas reproduzidas no novo televisor.

O modelo deve estar disponível para o mercado chinês e japonês até o final deste ano, e em Taiwan em fevereiro de 2018. Na Europa, ele será vendido como um monitor e chegará em março. Não foram revelados detalhes sobre preços, mas para termos uma ideia, a empresa já vendeu um monitor de 85″ com resolução 8K no Japão, em 2015, e ele custava pouco mais de R$ 400 mil (na cotação atual).

A Sharp também lançou um ecossistema para o 8K, para aprimorar as tecnologias de captura, edição e processamento do conteúdo com essa resolução. Parece muito improvável, mas lembre-se: há cinco anos o 4K parecia muito distante.

O Gizmodo Brasil viajou para Berlim a convite da Philips.

Todas as imagens: Alessandro Junior/Gizmodo




VOLTAR AO TOPO