Gizmodo



Uber

A Waymo, subsidiária do Google, e o Uber chegaram a um acordo sobre parte de sua batalha jurídica – a Waymo desistirá da maioria das acusações de violação de patente e o Uber prometerá não reiniciar o desenvolvimento de extinto dispositivo lidar, o Spider.

• Uber demite engenheiro acusado de roubar documentos confidenciais do Google
• Travis Kalanick renunciou ao cargo de CEO do Uber

As acusações sobre as patentes têm sido uma espécie de distração na ação judicial da Waymo contra o Uber, que também acusa o aplicativo de roubar segredos comerciais. Como o Gizmodo reportou em maio, a Waymo já havia desistido de diversas acusações de roubo de patente depois que um perito contratado anulou seu próprio testemunho, afirmando que outro dispositivo do Uber, chamado de Fuji, não infringia as regras como ele acreditou em um primeiro momento.

Ambas as empresas estão considerando o acordo de hoje como uma vitória. O Uber, é claro, está feliz em ver qualquer uma da infinidade de acusações ir embora, e a empresa diz que a desistência delas revela uma acusação fraca por parte da Waymo. “A retirada de três das quatro acusações sobre patentes da Waymo é outro sinal de que eles excederam as promessas e não podem cumpri-las”, disse um porta-voz do Uber. “Agora eles admitem que o projeto de LiDar do Uber é, na verdade, muito diferente do deles”.

A Waymo, por sua vez, está comemorando o fato de que o Uber concordou em abandonar o Spider por bem (se o Uber reiniciar o desenvolvimento do dispositivo, a companhia pode ressuscitar a acusação).

Mas a conclusão é que desistir dessas acusações é uma parte natural que esse grande processo judicial precisa enfrentar antes que seja julgado em outubro. Além dessas acusações de infração de patente, a Waymo iniciou esse processo afirmando que o Uber teria roubado mais de 100 segredos comerciais. Essa lista já foi cortada para 70 até agora, e o juiz que preside o caso instruiu a empresa a cortar para 10. Veremos diversas outras acusações desaparecerem entre hoje e outubro e isso não significa necessariamente que algum lado está “ganhando” – significa apenas que não pode se esperar que algum júri consiga passar por tudo isso.

Imagem do topo: AP




VOLTAR AO TOPO